18.4.07

Cubos de papel e couro com folhas


Disse o escritor Jorge Luis Borges:
"Pegar num livro e abri-lo mantém a possibilidade do acontecimento estético. O que são as palavras encostadas umas às outras num livro? O que são esses símbolos mortos? Absolutamente nada. O que é um livro, se o não abrimos? É simplesmente um cubo de papel e de couro, com folhas; mas se o lemos acontece uma coisa extraordinária; creio que não é a mesma de cada vez que o fazemos".

O link te levará ao CBA, o The Center for Book Arts em Nova York, escola onde minha paixão por livros ganhou asas.

5 comentários:

Marcelus Gaio disse...

Todo livro é como se fosse uma caixa de Pandora.
Os livros ruins deixam sair todas as mazelas do mundo, da mesma forma que a caixa que Pandora abriu, apesar das advertências de seu marido, Epimeteu. Nós os abrimos e pouco depois, aterrorizados, os fechamos para nunca mais retornarmos a eles.
Os bons livros, por outro lado, guardam a única coisa que ficou dentro da caixa quando Pandora a fechou: a esperança. Por isso sempre voltamos aos bons livros, para encontrarmos lá dentro aquela esperança que nos faz buscar o impossível e conquistar o impensável.
Borges era um grande criador de caixas e em todas colocou um pouco de esperança, para capturar a cada um de nós. Salve Borges!

mercadovisual disse...

Olá Alarcão,
Belos pensamentos sobre arte têm o seu blog. Por coincidência, estou saindo agora p/ ir a um sebo. (Acho que deve haver algum livro me chamando)
Sucesso,
Gilberto

sam disse...

livros são realmente uma paixão! eu gosto até do livro como objeto, como esse cubo de papel e de folhas.
são como possibilidades a ser exploradas, mundos por descobrir.
às vezes sinto uma pequena dor quando penso em todo os livros que não lerei.
vou aproveitar o scrap e dar uma de fã: o teu trabalho é sensacional. já acompanho a um bom tempo. :)

marcelo disse...

É isso aí, Alarcão. Um grande abrossa!

CELSO MATHIAS disse...

Ótimo isso! Ilustrei um livro ano passado sobre Borges, Cortazar, Duras, Garcia Marquez entre outros excelente o livro. "Escritores famosos e autores anônimos".Abs